São Paulo – Profissionais que trabalham com internet tiveram maior aumento salarial, revela pesquisa de salários da Lopes & Borghi.

Em menos de um ano, os profissionais de tecnologia que trabalham com internet foram os que tiveram maior aumento salarial, em comparação com 2007.

“Não houve valorização em uma determinada área. Acontece que existe maior demanda por alguns profissionais. O que está tendo um ‘upgrade’ salarial é a atividade”, explica o presidente da Lopes & Borghi, Benedito Borghi. O levantamento da consultoria considerou 48 empresas do Estado de São Paulo, com faturamento de até 150 milhões de dólares e sob o regime de contratação CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).
O mesmo salto foi vivido pelo cargo de webdesigner, cujo salário mínimo passou de 1.300 reais para 3.800 reais - quase o triplo. Com o desenvolvedor web não foi diferente: em 2007, o menor valor era 1.200 reais e, este ano, 4.500 reais - um aumento de quase 4 vezes.
O programador sênior, que é a base comparável ao salário do Search Engine Optimizer (SEO), manteve-se estável, com a média em torno de 5.700 reais.
Os analistas de help desk também foram ‘vítimas’ de aumento, com média salarial passando de 1.066 reais para 1.830 reais.
“Também há a questão da competitividade, pessoas mudando de emprego e ganhando mais”, expõe o presidente da Lopes & Borghi. Borghi revela, contudo, que há uma categoria sendo, de fato, valorizada na área - a comercial. Os gerentes de venda de soluções de tecnologia estão ganhando entre 12 mil e 18 mil reais mensalmente. “Os vendedores chegam a receber 350 mil reais ao ano”, aponta.

Com relação à qualificação dos profissionais, Borghi explica que o drama continua o mesmo. “E não é falta de alternativas para qualificação e formação. É falta de iniciativa do profissional”, ele opina.

Fique Conectado

  Avenida Paulista, 2300 - Piso Pilotis , São Paulo, SP
  11 3061-9290
  11 2847-4749
  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Newsletter

© 2015 Lopes Borghi - Consultores Associados. Todos os direitos reservados.